Arritmologia

Como funciona o coração?

Para que o coração faça o trabalho de bombear o sangue para todas as partes do corpo, ele necessita de uma espécie de estímulo elétrico para coordenar cada batimento cardíaco.

Esse estímulo elétrico se origina em uma região do coração chamada nó sinusal, que é o marcapasso natural do coração, ou seja, funciona como um gerador de energia elétrica que faz o coração bater entre 60 e 100 vezes por minuto em condições de repouso.

sistema elétrico do coração também é responsável por gerar e espalhar o impulso elétrico por todo o coração, provocando a sua contração rítmica e organizada.

Todavia, em algumas situações o sistema elétrico do coração encontra-se alterado, ocorrendo “curtos-circuitos” que podem resultar em batimentos rápidos ou taquicardias (palpitações, batedeira), as vezes acompanhados de desmaios, falta de ar ou dor no peito.

Outras vezes, o coração pode perder a capacidade de gerar um número adequado de batimentos cardíacos, transformando-se em um “coração lento” (bradicardias), sendo acompanhados também de desmaios, tonturas ou cansaço.

Quais são as arritmias cardíacas?

Taquicardias: São ritmos nos quais a frequência do coração é muito rápida, acima batimentos por minuto.

Bradicardias: São ritmos nos quais a freqüência do coração é muito lenta, necessitando comumente do implante de marcapasso artificial.

Papel do Médico Arritmologista

  • Dar valor aos sintomas apresentados pelo paciente;

  • Avaliar os exames já realizados pelo paciente;
  • Ponderar sobre a necessidade de solicitar outros exames complementares para identificar (diagnosticar) a arritmia apresentada pelo paciente;
  • Ponderar sobre os possíveis tratamentos das arritmias cardíacas, seus riscos e benefícios.