Arritmologia

Como funciona o coração?

Para que o coração faça o trabalho de bombear o sangue para todas as partes do corpo, ele necessita de uma espécie de estímulo elétrico para coordenar cada batimento cardíaco.

Esse estímulo elétrico se origina em uma região do coração chamada nó sinusal, que é o marcapasso natural do coração, ou seja, funciona como um gerador de energia elétrica que faz o coração bater entre 60 e 100 vezes por minuto em condições de repouso.

sistema elétrico do coração também é responsável por gerar e espalhar o impulso elétrico por todo o coração, provocando a sua contração rítmica e organizada.

Todavia, em algumas situações, o coração pode perder a capacidade de gerar um número adequado de batimentos cardíacos, transformando-se em um “coração lento” (bradicardia). Estas situações podem provocar desmaios, tonturas ou cansaço. Cabe ao médico dar valor a estes sintomas e avaliar a necessidade do implante de um marcapasso artificial.

Para que serve o marcapasso?

marcapasso artificial é um aparelho que substitui o marcapasso natural do coração, quando este apresenta “defeito”. O marcapasso artificial permite que o coração continue a bombear o sangue para o corpo com uma freqüência adequada, permitindo uma vida normal.

Como funciona o marcapasso?

O marcapasso é um aparelho eletrônico composto de duas partes:

  • gerador do marcapasso (bateria), que produz estímulos elétricos;

  • cabo-eletrodo, um tipo de “fio” que conduz os estímulos elétricos ao coração.

Existem diversos tipos de marcapasso. Alguns utilizam um único cabo-eletrodo, outros dois ou mais cabos-eletrodos.

O gerador do marcapasso fica localizado embaixo da pele, geralmente no peito, próximo ao ombro. O cabo-eletrodo, que sai do gerador, chega ao coração por uma grande veia e está fixado na parede internacoração.

Como avaliar o funcionamento do marcapasso?

Por meio de avaliações de rotina, com auxílio de aparelhos externos (programadores) que ajustam o funcionamento do marcapasso.

Essas avaliações são realizadas em consultas com médico habilitado para avaliação e programação de marcapassos (Médico Arritmologista).

Essas consultas devem ser realizadas em todo portador de marcapasso, a cada 3 ou 6 meses.

Sintomas como desmaios, tonturas ou palpitações podem ocorrer e estarem ou não relacionadas a defeitos no funcionamento do marcapasso. Portanto, nessas circunstâncias, você deverá imediatamente comunicar-se com seu médico.

Quando o marcapasso deverá ser trocado?

O tempo exato de duração do gerador do marcapasso (bateria) depende de uma série de fatores, variando de acordo com o modelo utilizado e das características do paciente.

A cada consulta de avaliação do marcapasso, a condição da bateria é avaliada e o médico tem, então, condições de determinar o momento apropriado para a troca da bateria. Lembre-se que durante as avaliações periódicas do marcapasso, o médico pode checar se está ocorrendo desgaste anormal da bateria ou, quando possível, reprogramar a energia para aumentar a duração da bateria do marcapasso.

Para fazer a troca do gerador do marcapasso, você terá que se submeter a uma pequena cirurgia para remover o gerador antigo e colocar o novo no mesmo lugar em ambiente hospitalar. Na maioria dos casos, não é necessário trocar os eletrodos do marcapasso (“fios”).

Orientações para a avaliação de marcapasso

  • Chegar pelo menos 15 minutos antes do horário marcado da consulta;

  • Levar a carteira de portador de marcapasso (cartão do registro do gerador e cabos-eletrodos implantados).